Médica cubana que abandonou programa “Mais Médicos” processará o governo.

advogados trabalhistasRamona Matos Rodríguez, foi para Brasília e processará o governo federal por danos morais e entrou com um ação trabalhista.

Os advogados trabalhistas serão providenciados pelo DEMOCRATAS.

Para Ramona, o programa não resolve os problema de saúde do país, pois falta infraestrutura em hospitais e postos de saúde, para onde os estrangeiros foram enviados. Alegou falta de medicação e instrumentos.

Ramona relatou falta de liberdade que tinha. Ela precisava de autorizaçõ para almoçar, passear, sair de casa. E precisava comunicar e pedir autorização caso quisesse se relacionar com alguém.

“O governo cubano mandava não falar, manter a privacidade, não divulgar nada do contrato para outras pessoas. O representante tinha que nos controlar, saber onde vamos, o que fazemos, com quem nos relacionamos”, afirmou.

“Namoro e amigos tinha que ser relatado. Se você, por exemplo, vai sair para outra cidade, tem que avisar. Poderíamos conversar com brasileiros, mas qualquer relação mais séria teria que ser informado previamente a eles, para que enviassem orientações.”

“Eles determinaram que ela deixasse a casa e tirasse as coisas de lá”, disse. Ramona afirmou que a família “por enquanto” não recebeu ameaças do governo cubano. “Estou ligando todos os dias para checar. Como eu sou uma traidora da pátria não vou poder voltar nunca ao meu país”, disse.

A médica cubana foi para Brasília com intuito de chegar à Embaixa dos EUA, onde seria candidata a um programa para médicos desertores de Cuba. Ramona fez uma entrevista e descobriu que o processo pode demorar 4 meses.

Ramona procurou ajuda com Ronaldo Caiado do Democratas de Goiás após um amigo lhe alertar que a Polícia Federal havia invadido sua casa e rastreado telefonemas.

 

Precisando de Advogados trabalhistas? Fale conosco.

Advogados Trabalhistas

Sobre o autor